NOTÍCIAS

31/10/2014
 
Entrevista: Capitão da equipe campeã ADD/Magic Hands, Gelson Silva Junior, conta sobre sua carreira
Depois da vitória, Junior apresenta-se para treinamento da Seleção Brasileira

No último sábado, dia 25/10, Gelson Silva Júnior levantou o troféu de campeão do Campeonato Paulista de Basquete Sobre Rodas e agora se prepara para a etapa de treinamento da Seleção Brasileira Masculina de Basquete em Cadeira de Rodas, de 1° a 12 de novembro em Manaus (AM).

 

Junior, como é mais conhecido, é capitão da equipe ADD/Magic Hands/Santo André e conheceu a modalidade em 2003 e desde então não parou mais. Ala/pivô da Seleção Brasileira desde 2008, ele acredita que dedicação, foco e disciplina são essenciais para chegar à seleção. No currículo, títulos como bicampeão brasileiro e All Star da temporada 2013/2014 e agora bicampeão paulista.

 

Ele nos conta um pouco mais sobre sua trajetória e como é ser líder de uma equipe bicampeã:

 

O que te incentivou a ser um atleta profissional?

Foi o fato de poder ser vencedor em um esporte que sempre gostei. Depois que fui apresentado ao basquete em cadeira de rodas pude enxergar esta possibilidade aliada à paixão pelo esporte.

 

O que o esporte proporcionou a sua vida?

Momentos únicos como participar de uma Paraolimpíada em Pequin, em 2008. Também conheci minha esposa através do basquete e fiz grandes amigos. Com certeza o esporte foi fundamental na minha vida.

 

Para você, como é ser capitão da equipe ADD/Magic Hands?

Me sinto muito honrado em ser capitão desta equipe, pela confiança que tenho do meus colegas de trabalho junto com a comissão técnica. Com a atual formação da ADD/Magic Hands, confesso que ficou mais fácil ser capitão, pois temos no mínimo três pessoas com capacidade de liderança, e isso ajuda muito.

 

Quais as dificuldades que você e sua equipe enfrentaram até este campeonato? Como superaram elas?

Inicialmente tivemos uma composição nova de atletas que tiveram que se adaptar com o nosso modelo de trabalho. A quadra que sempre treinamos passou por reformas, tivemos que adaptar todo trabalho de logística e procurar novas parcerias. Mas com dedicação e vontade de todos conseguimos superar e alcançar nosso primeiro objetivo que era ser Bicampeões Paulista.

 

Para você, qual o maior incentivo para um atleta?

Acredito que seria os desafios de melhorar a cada dia e buscar participar dos campeonatos sempre visando os títulos. Ainda temos poucos campeonatos no Brasil, mas sempre estamos motivados a dar nosso melhor neles.

 

Uma frase de incentivo que marca ou marcou sua trajetória esportiva?

“Algumas pessoas gostariam que algo acontecesse. Algumas desejam que aconteça. E outras fazem acontecer.”

 

Depois da vitória no Paulista, quais são os próximos desafios da equipe?

Temos o Campeonato Brasileiro, no fim do ano, que reunirá as melhores equipes do Brasil e já começamos uma preparação forte visando esta competição.

 

 

Colaboração de Nádia Alves Fernandes, voluntária de comunicação da ADD

Foto: ADD e Vitão Yang



 
 
 

©2016 ADD - Associação Desportiva para Deficientes - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: